Carregando...

Jornalista americano é decapitado em frente as câmeras no Iraque por combatentes do Estado Islâmico.

Militantes do Estado Islâmico decapitaram diante das câmeras um jornalista dos EUA capturado na Síria para advertir Obama que a vida dos cidadãos do país podem estar em risco se este continuar com os ataques contra a organização.

O jornalista era James Foley, que havia sido sequestrado na Síria em novembro de 2012 na Síria.

Um homem vestido de preto aparece ao lado do jornalista que está vestido como um prisioneiro de Guantánamo e este é seu executor. O jornalista culpa o governo dos EUA por sua morte (O Estado Islâmico é um dos grupos que lutam na Síria contra Assad e provavelmente deve ter recebido auxílio e/ou financiamento do governo estadounidense que quer ver a queda de Assad). Já os fundamentalistas avisam Obama que a morte foi causado por suas decisões.

O vídeo foi retirado do YouTube por infringir as regras sobre conteúdo violento.

Elisandro

Recomendados para você:

Comentar com o Facebook

Comentários...